Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘poluição’

Poluição

A poluição é generalizada principalmente nos caminhos florestais.

Não existe cultura ambiental e a freguesia de Sebal nunca soube lidar muito bem com o meio ambiente.

Ao abrigo do movimento Limpar Portugal, existem muitos pontos referenciados como lixeiras clandestinas que em nada dignificam a nossa freguesia

Um dos muitos crimes ambientais à vista de todos

Um dos muitos crimes ambientais à vista de todos

Read Full Post »

Os meus amigos do PS que me desculpem, mas não  resisti ao conteúdo da vossa candidatura, sem um comentário.

Li com atenção a candidatura do PS e o que se propõe fazer, porque dos restantes partidos nem isso foi possível.

Caso o PS ganhe novamente a freguesia do Sebal, perspectivam-se mais quatro anos de escuridão cultural e social. Não consta no programa do PS qualquer ideia clara ou objectivos concretos. Não existe qualquer referência à Cultura, ao Associativismo, às Artes, ao Apoio Social, ao Turismo, à Modernização e ao Progresso. Em suma, mais uma vez as pessoas são preteridas para um lugar subalterno o que é admirável num partido dito SOCIALISTA.

Os cinco  parágrafos que compõem a candidatura PS, esgotam-se numa “equipa renovada” em quintuplicado:

  • os dois primeiros parágrafos são consumidos a apresentar “uma equipa renovada” por imposição legal da lei da paridade, e nesse caso, como mulher, considero uma atitude pura e simplesmente machista que despreza e não tem em conta a qualidade intelectual das mulheres que integram a lista;
  • o terceiro esgota-se em si mesmo ao dizer que a “equipa renovada” continua com o mesmo sentido de responsabilidade (de quem anteriormente se esqueceu do Social) a que acresce umas meras intenções genéricas sem objectividade;
  • o quarto para dizer que a “equipa renovada” aposta numa freguesia mais  moderna porque tem novas urbanizações (quer isto dizer que as  nossas aldeias são um atraso?);
  • o último parágrafo faz propaganda à Câmara Municipal, esclarece que a “equipa renovada” vai continuar com a fase do betão  e  ilustra claramente que a “equipa renovada” continuará sem criatividade sob a dependência do Palácio dos Figueiredos.

Para além do já referido, estranhamente constata-se uma falta de sensibilidade para as questões Ambientais. Uma freguesia tão fustigada pela poluição, não mereceu uma única referência ou preocupação para aquilo que nos é mais Sagrado e essencial à vida humana – a Natureza.

Como já foi referido noutras ocasiões, por uma questão de respeito, em pleno Séc XXI, o Sebal merecia mais.

Esperava-se mais de  quem já militou no escalão superior…

Read Full Post »

O Balanço

Estive durante estes últimos oito anos na Assembleia de Freguesia de Sebal na oposição pelo PSD. Particularmente nestes últimos quatro anos integrei a mesma lista posicionada em 3º lugar, ascendendo ao 2º lugar por motivo do pedido demissão do cabeça de lista.

Pautámo-nos sempre por uma sã convivência institucional, onde o que mais importou foi o desenvolvimento da nossa terra e não a mera oposição partidária. Os poucos assuntos em discussão por serem imprescindíveis para a freguesia foram por nós apoiados.

Curiosamente, constatámos que a maior oposição, digo entrave,  não teve origem nos partidos da oposição, mas sim na Câmara Municipal de Condeixa que se pautou por um relacionamento que não respeitou nem acolheu as decisões soberanas tomadas pela Assembleia de Freguesia.

Ao tratar assuntos apresentados directamente e individualmente por cidadãos,  ao invés de aceitar as sugestões propostas pela Assembleia de Freguesia, a Câmara Municipal de Condeixa denegriu a sua imagem porque não respeitou a Instituição Junta de Freguesia e só se preocupou única e exclusivamente com os resultados eleitoralistas. A Câmara de Condeixa, colocou assim  a segurança dos cidadãos e o bem estar das populações em segundo plano.  Cito como exemplo as graves falhas de segurança da requalificada estrada Barreira – Alto da Serra.

Das muitas  propostas por nós apresentadas indicamos algumas que continuam pendentes:

  1. A iluminação da estrada desde a rotunda da Zil (Zona Industrial) e a entrada da Venda da Luísa, foi pedida pela “enésima” vez;
  2. A Limpeza preventiva de algumas linhas de escorrências das águas pluviais dentro da Venda da Luísa e noutros lugares, que tem provocado algumas inundações;
  3. Limpeza preventiva de linhas de água em geral;
  4. Colocação de placas identificadoras de limite da freguesia do Sebal. Por não terem sido colocadas,  originou um conflito com a Junta de Freguesia de Anobra  que abusivamente ultrapassou os limites territoriais e ocupou a nossa freguesia;
  5. As nossas matas estão cheias de lixo – propusemos a colocação de placas identificativas com o logótipo da freguesia  nos locais mais críticos, com mensagem de apelo à não poluição e indicação da infracção e respectivas coimas;
  6. Poluição das nossas Ribeiras por motivo do mau funcionamento das ETARES;
  7. Construção de um abrigo na antiga feira dos dezanove para as máquinas, tractor e alfaias agrícolas propriedade da Junta;
  8. Ligação de todos os  fontanários à rede pública – existe uma grande discriminação entre lugares e freguesias;
  9. Limpeza de nascentes e recuperação das fontes para fruição das populações;
  10. Instalação de outra torneira dentro do cemitério e recuperação de calçada arrancada;
  11. Propusemos a limpeza dos azulejos da fonte S. Pedro no Sebal e criação de um local para a colocação de publicidade;
  12. Levantámos a questão da subtracção de umas alminhas na zona da ZIL (Zona Industrial), ricamente decorada com azulejos  (Séc XVII-XVIII), sem nunca obtermos qualquer resposta da Câmara Municipal;
  13. Completar o saneamento em falta na freguesia foi uma das nossas maiores peocupações apresentadas na Assembleia pelos riscos que envolve para as pessoas e para o Ambiente em geral.

Por terem sido já tão debatidos, não me atrevo a referir alguns casos gritantes já resolvidos em plena campanha eleitoral.

É de salientar que todas estas nossas propostas não mereceram qualquer oposição expressa da Junta PS, não nos cabendo a nós discutir a dinâmica das reuniões, sendo esta da responsabilidade do Presidente da Assembleia.

Não posso também deixar de referir que particularmente tenho participado activamente para a decisão de situações negativas para o concelho e em particular para a freguesia. Por carta, pessoalmente e por correio electrónico tenho denunciado e dado conhecimento dos atentados ambientais, problemas de qualidade de vida e de risco para a vida humana a todas as Entidades, Instituições e Autoridades, nem sempre recebendo as respostas obrigatórias por lei.

Refiro ainda, a sensibilização da opinião pública através da comunicação social, concretamente com um artigo de opinião em prol da requalificação da EN 1-7 e outro contra a poluição da ribeira de Cernache, ambos já publicados neste blog.

Fiz ainda parte de um movimento contra a já referida poluição generalizada da Ribeira de Cernache, que conseguiu em parte reduzir o impacto sobre o ecossistema.

Através de documentos encontrados nos vazamentos de lixos, identifiquei alguns presumíveis autores e denunciei as situações ao  SEPNA/GNR, desconhecendo-se os resultando dos processos, se é que os mesmos foram levantados.

Julgo que, contrariamente ao que se insinua, cumpri o meu dever de cidadã melhor que qualquer elemento das listas opositores, e sem rodeios posso afirmar que fiz mais que todos eles  juntos. Se estiver enganada, agradeço que o provem.

Read Full Post »

Espuma invadiu cursos de água em Ega e Sebal
Data: 2007-06-21

Cursos de água no concelho de Condeixa foram afectados por descargas de materiais cuja origem está ainda por apurar. Tudo indica que os produtos terão origem na zona industrial.

Alguns cursos de água das freguesias de Sebal e Ega, no concelho de Condeixa-a-Nova, foram, na sexta-feira, local eleito para a descarga de eventuais produtos poluentes. A espuma atingiu dimensões consideráveis, estando ainda por apurar a sua origem.

A situação foi denunciada pela comissão política do PSD de Condeixa que, em comunicado enviado ao Diário de Coimbra, lamenta a «existência de indícios bem visíveis da descarga de produtos ainda não apurados, mas aparentemente poluentes nas linhas de água que servem os campos agrícolas em Sebal e Casével». Segundo Pedro Henriques, presidente da concelhia social-democrata de Condeixa, na sexta-feira verificou-se a existência de uma «quantidade considerável de espuma em todos os pontos de queda de água, denunciando a existência de produtos que terão sido derramados nas linhas de água», nomeadamente em açudes, quedas de água e na saída das águas junto à zona industrial de Condeixa-a-Nova. A situação foi de tal modo grave que, ao final da tarde, os bombeiros foram chamados à zona da ponte de Casével para remover a espuma que chegou a invadir a EN-347.

Foi o próprio PSD que deu conhecimento à brigada do ambiente da GNR que se deslocou ao local para recolher amostras e apurar que tipo de produto de trata e a sua origem. Segundo os social-democratas, pelas «zonas afectadas» e pela «espuma que se manifestou», o foco de poluição terá origem na «zona industrial», uma situação que o presidente da Câmara Municipal de Condeixa não põe de lado, afirmando mesmo que «tudo indica» que será essa a proveniência, estando, no entanto, por apurar a origem exacta da descarga.

A situação foi segunda-feira analisada na reunião do executivo municipal de Condeixa onde foram dados os «esclarecimentos possíveis», disse Jorge Bento, adiantando que «pelo tipo de espuma e pelo cheiro indicia tratarem-se eventualmente de produtos de limpeza». Considerando «prematuro» tirar conclusões, até porque os resultados da brigada do ambiente ainda não são conhecidos, o autarca afirma, contudo, que a descarga verificada em nada tem a ver com a ETAR existente na zona industrial, concessionada há cerca de um ano à empresa Águas do Mondego, que «está a trabalhar normalmente». A este propósito, Jorge Bento recorda que a ETAR da zona industrial tem uma rede preparatória que drena as águas e permite a separação dos materiais inócuos, que passam ao lado da ETAR, dos resíduos industriais e domésticos, que são tratados na estação. Por isso, diz, à partida não haverá problemas ambientais mas, a existirem, serão levantados os respectivos autos pela GNR.

Post Scriptum

  • fonte: artigo do Diário de Coimbra retirado do sítio da Câmara Municipal de Condeixa
  • resultado do inquérito?????
  • onde anda Fernando Pita, o Vereador do Pelouro e candidato pelo PS à Assembleia Municipal? Nunca se lhe ouviu uma palavra sobre ambiente…saberá o significado da mesma?
  • qual a posição tomada pela Junta de Freguesia do Sebal?

Read Full Post »

Existe uma enorme diferença entre os que fazem da política autárquica um meio de promoção pessoal e aqueles que privilegiam os interesses da comunidade, como é  o caso desta candidatura independente.

Uma candidatura independente sem meios, sem recursos e sem apoios não pode lutar de forma igual com a máquina profissional do PS de Condeixa.  Nesta desleal luta em defesa de uma melhor qualidade de vida social e cultural das gentes de Sebal e Condeixa em geral, as deficiências e verdades têm que ser apontadas e ditas, quer gostem ou não. E sabe-se de antemão que as verdades não ganham votos, pelo contrário rejeitam-nos.

Por cada deficiência apontada e corrigida pela Autarquia, resulta uma sucessão irreversível de outras tantas pequenas vitórias. Este acumular de vitórias satisfaz e supera os resultados das Autárquicas2009 porque esta candidatura não tem por objectivo o penacho nem o confronto pessoal, mas sim exclusivamente os interesses da freguesia de Sebal.

Compreende-se que é mais fácil ao PS ganhar sem oposição pelo que não é de estranhar as “birras e beiças” de muitos que considerávamos amigos.  Os interesses da comunidade valem mais que esses falsos amigos sujeitos  à embriaguez do momento.

Nesta terra até se ganha sem necessidade de apresentar programa eleitoral ou projectos. Provavelmente, a iliteracia herdada do 24 de Abril é muita e útil nestes casos. As dificuldades de leitura e interpretação de muitos eleitores, justificará a omissão de programa ou o atraso na sua divulgação, porque neste último caso até permite correcções de última hora com o devido aproveitamento político.

Por muita arruada, oratória e palmas de ocasião que se lance ao vento, por muito grande que seja o PS de Condeixa, há no Sebal coisas ou ausência delas que por muita demagogia que se utilize não se conseguem esconder. Rapidamente a título de exemplo:

  • poluição generalizada das nossas Ribeiras (ETARES) com consequências no Paúl de Arzila e noutros ecossistemas;
  • poluição do ar (INDOLIVA, outras indústrias e grande quantidade de viaturas a circular) ;
  • lixeiras a céu aberto um pouco por todo o lado;
  • o saneamento não cobre toda a freguesia;
  • o aumento de trânsito por motivo de novas urbanizações, industrias e serviços não foi acompanhado proporcionalmente pelas respectivas acessibilidades;
  • apoio a colectividades que não têm plano de actividades anual ou que não cumprem a lei geral e/ou os Estatutos;
  • não tem uma única feira, mercado ou certame periódico que divulgue a freguesia e as suas gentes;
  • apresenta um vazio cultural e desportivo  evidente na falta de grupos desportivos, musicais, de teatro e artes em geral, reflexo da ausência das sucessivas políticas desportivas e culturais do PS;
  • ausência de apoio social e centros de dia, sendo o mesmo mitigado nas freguesias vizinhas;
  • estradas a atravessar localidades, com tráfego elevado de veículos motorizados a velocidades vertiginosas, sem apoio para peões como semáforos, passeios, bermas, sinalização rodoviária adequada com grave risco de vida para os peões e residentes;
  • discriminação e/ou falta de uniformização nomeadamente de abrigos de paragem de autocarro, fontes, eco-pontos, espaços verdes, baldios, etc.;
  • falta de sinalética adequada e promocional em toda a freguesia, inclusive placas identificadoras de limite da freguesia;
  • ….

É “vergonha” listar estas deficiências? Isto é que é “fazer da política um exercício menor”? Bom para todos nós seria,  se não havesse casos para apontar.

Vergonha só se for para o PS que gere os destinos autárquicos quase sem oposição desde o 25 de Abril e não conseguiu eliminar ou resolver atempadamente os casos apontados.

Claro que tudo isto só é válido para quem conhecer a realidade e goste tanto da sua terra que saiba reconhecer que algo está mal sem justificação para tal.

Tratam-se de pequenas coisas que não necessitam de investimentos avultados como um Estádio. Com uma diferença, a resolução dos casos apontados seria mais útil para o Planeta e para mais gente do que um Estádio de Futebol. Construir um Estádio sim, não obrigatoriamente na Vila, e só quando todos estes e outros pequenos problemas fossem resolvidos.

Independentemente da temporalidade das Autárquicas2009, este blogue continuará a divulgar as assimetrias de tratamento e a discriminação que se regista entre lugares da freguesia de Sebal e entre freguesias do concelho de Condeixa independentemente das forças políticas que gerirem os respectivos destinos autárquicos.

A verdade é de todos, procure-a

A verdade é de todos, procure-a

Por muito que se queira, não se pode elogiar:
  • a falta de resposta a reclamações;
  • o não dar solução ou encaminhamento a necessidades pontuais de moradores;
  • a falta apoio na resolução de problemas ambientais;
  • um jardim que levou 4 anos a concluir;
  • a colocação de eco-pontos em cima de eleições e anteriormente recusados;
  • a colocação (em curso) de um abrigo à pressa  em cima de eleições e fora do que estava acertado para o  interesse colectivo;
  • o melhoramento duma estrada que não é amiga dos peões e não tem bermas, nem passeios, nem passadeiras;
  • reparação de pavimento de ruas e canalizações sem escutar os interesses dos moradores;
  • o custo de tarifas de água e serviços associados;
  • a colocação de sucessivas camadas de tapete sem nexo e sem justificação;
  • não dotar todos os moradores de condições mínimas de acessibilidades que garantam o acesso a veículos de emergência e socorro em caso de catástrofe e a fazer a vida diária com dignidade;
  • a concentração de infra-estruturas na Vila;
  • a politica cultural e desportiva;
  • não combater a poluição constante dos nossos caminhos e terrenos contíguos;
  • etc, etc

Read Full Post »

Finalmente foi desvendado o mistério.

Agora é que se percebe a justificação para alguns problemas  já aqui abordados de poluição, espaços verdes e o atraso da nossa freguesia de Sebal.

Basta ler a candidatura do actual vereador do PS pràs(1) Freguesias, do Ambiente, Higiene e Limpeza Urbana, Espaços Verdes e Jardins…

Diz ele:

Apresentamos uma equipa constituída por um conjunto de condeixenses…

Oh Senhor Engº, o senhor não deve estar bom…desde quando é que a Dra Margarida Guedes é de Condeixa?

O pessoal pode ser um bocado analfabeto, mas não tanto.

Isto não é lapso, é feitio da prepotência de não responder às queixas e justifica o jardim cá da terra levar quatro anos a ser feito. O senhor não deve conhecer a realidade em que vivemos.

Diga lá quantas vezes mandou  limpar as nossas aldeias (também elas espaços urbanos)? Os impostos da Vila de Condeixa são diferentes dos nossos? E a poluição das  ribeiras e da beira dos caminhos, tem conhecimento?

Pelo conteúdo da sua candidatura, pelo trabalho realizado na nossa freguesia nos últimos quatro anos e nas áreas dos pelouros que lhe estão atribuídos, (nomeadamente o ambiente)  resultam sérias dúvidas que o senhor more efectivamente no concelho de Condeixa…ou se lhe dedica tempo suficiente para o conhecer.

O resultado da política ambiental na freguesia de Sebal está à vista de todos, é só perder um bocado de tempo e circular pelos caminhos secundários…é lixo por todo o lado que nem a Agenda21 nos salva.

Uma das muitas fotos registadas...

Uma das muitas fotos registadas...

Ao longo dos anos muitas situações foram relatadas pessoalmente às nossas autoridades autárquicas e levadas ao conhecimento do SEPNA/GNR. O sr Engº responsável pelo Ambiente e Espaços Verdes pode informar quantos processos foram instaurados e quantas coimas foram aplicadas ?

Se ao longo de quatro anos nunca respondeu, não se vá agora dar ao trabalho que já falta pouco…

nota:
(1) novo acordo Ortográfico

Read Full Post »

Entendo que um dos maiores problemas do concelho, é os seus residentes não o conhecerem. Vamos a uma qualquer publicação, sítio ou blog e dos cursos de água existentes, é a Ribeira de Bruscos a “Prima Dona” porque muita gente além Praça da República pouco mais conhece.

Foto tirada hoje 15 de Setembro de 2009 antes de almoço

Foto tirada hoje 15 de Setembro de 2009 antes de almoço

A Ribeira de Cernache reflecte a política cultural e ambiental da Câmara de Condeixa e da Junta de Freguesia do Sebal: é baça, poluída e cheira mal. Assumo o direito de o afirmar, porque todos aqueles adjectivos me entram porta dentro sem pedir autorização.

È esta água que alimenta o Paul de Arzila

É esta água que alimenta o Paul de Arzila (15 Setembro de 2009)

Independentemente do brio dos seus funcionários, considero hipócritas as nossas Associações e Instituições regionais ligadas ao Ambiente e à Natureza por um motivo: já foram alertadas desta situação por diversas vezes e não tiveram a dignidade de responder ou acusar a recepção da correspondência.

Não me venham bater à porta e pedir ajuda um destes dias, quando já nada restar dos habitats, espécies e recursos naturais,  porque nessa altura já é tarde demais…

Já que não podemos contar com as Instituições Oficiais, será que nesta terra, para além do faz de conta da Agenda21, não há cidadãos ou organização que se preocupe com o meio ambiente?

Vamos a divulgar se existe ou a juntar vontades e interesses para defendermos os nossos cursos de água, o nosso ambiente, a Nossa Senhora do Círculo que bem precisa, a Quinta de São Tomé, a Casa dos Arcos, as Buracas do Casmilo, as Alminhas, as Fontes e Cruzeiros, Património e tudo o mais que aprece insignificante para alguns mas que esconde muito daquilo que alimentou os nossos antepassados e as histórias dos nossos lugares.

Read Full Post »

Older Posts »