Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘be’

Os Camaleões do Bloco

EXPECTATIVAS
GUSTAVO PANCAS – ANOBRA – 2009-03-05

Espero uma recandidatura do Sr. Eng. Jorge Bento.
Vim morar para o concelho de Condeixa-a-Nova em 2003 com 29 anos, tendo votado nas Autárquicas em 2005 pela primeira vez e…no PS.

Também espero que o Sr. Eng. Jorge Bento se recandidate “por e para” Condeixa-a-Nova, como tem feito nos outros mandatos

São estas as minhas expectativas.
Gustavo Pancas

fonte:
http://www.cm-condeixa.pt/noticias/comentarios.php?id=473
Anúncios

Read Full Post »

Legislativas no Sebal

Comparativamente com os resultados de 2005, sumariamente, conclui-se que nas Legislativas de 2009 e na freguesia de Sebal,  o grande derrotado é  o Partido Socialista (PS). Não obstante ter ganho por maioria relativa, o PS baixou quase 10% nos resultados.

O PCP-PEV também baixou na preferência dos eleitores.

O PPD/PSD, CDS-PP e BE conseguiram cativar o eleitorado e tiveram mais votos.

Com mais 329 inscritos, votaram mais 73 eleitores.

legisl_Sebal

A título meramente informativo, mostra-se os resultados das Europeias 2009, comparativamente com 2004. É evidente uma tendência para o PS perder votos ao longo dos anos. Igualmente o PPD/PSD e BE mostram tendência em subir.

europeiasSebal2009

fonte:
http://www.legislativas2009.mj.pt/

Read Full Post »

Gastos na campanha eleitoral legislativa nacional

Carta de Joaquim Jorge
Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009
In Digital de Vizela

gastancaO PS é o partido que mais vai gastar: 5, 5 milhões de euros. O PSD tem um orçamento de 3,3 milhões de euros.

CDU vai gastar 1,95 milhões de euros.  BE 0,99 milhões de euros e o CDS/PP 0,85 milhões de euros

O PS em comícios vai gastar 1,9 86 milhões de euros e o PSD 400 mil euros ( 5 vezes menos ).

Neste tempo de penúria com tantos desempregados e tanta gente a viver no limiar da pobreza e na pobreza acho lamentável, abjecto  infame  desprezível, pífio, baixo e reles este tipo de conduta.

Deve sim falar-se com as pessoas, ver o que é prioritário e o que faz falta incluir. Desenhar-se um programa de baixo para cima dando o poder de decisão aos cidadãos . Um programa eleitoral deve basear-se em debates e contribuições dos ” internautas – eleitores”. E não na retórica de que se ouve meia dúzia de pessoas para tapar o sol com uma peneira e pronto já está tudo feito.

Utilizar as novas tecnologias e para isso não é preciso assim tanto dinheiro. Claro que dá muito mais trabalho e ouve-se coisas que não se quer ouvir, mas é assim que se entende o que é preciso fazer.

A dissimulação, o fazer de conta e falar em nome das pessoas sem nenhum mandato têm que acabar de uma vez por todas.

Abordar temas que afectam a qualidade de vida de qualquer pessoa: transportes; habitação; acesso a serviços de saúde; oportunidades de participação cívica; acesso à informação: oportunidades de trabalho; qualidades de espaços públicos; etc.

O dinheiro ou se usa ou se perde . Mudar as velhas formas obsoletas de fazer e actuar na política.

Prometer só o que se pode cumprir e não o costume : a retórica de dizer uma coisa e fazer outra.

fonte: http://www.digitaldevizela.com/2009/08/gastos-na-campanha-eleitoral.html

Read Full Post »