Feeds:
Artigos
Comentários

Blog a crescer

Estatistica Semanal

Estatistica Semanal

Pela estatística semanal do blog, constata-se nesta última semana que as visitas seguiram a tendência de crescimento das semanas anteriores.

Obrigado a todos pela visita.

Espero que tenham gostado.

Regista-se com agrado que nos últimos dias  a Petição António Pimentel tem mais assinaturas, o que para os promotores, amigos e simpatizantes do artista é uma honra.

Pretende-se no fim das Autárquicas2009 disponibilizar à população de Condeixa, que não acede à internet, a possibilidade de assinar a petição em papel. Antes do final do ano de 2009  será a petição, juntamente com as assinaturas, entregue aos destinatários.

Assim, quem ainda não assinou e o pretende fazer agradecemos que o façam o mais breve possível.

http://www.peticao.com.pt/rua-antonio-pimentel

Ao visitar os sítios e blogs ligados às Autárquicas2009 em Condeixa, constata-se que se discute de tudo, até de má língua, menos das coisas que realmente interessam. É indecente e pouco honesto misturar a vida particular dos candidatos, com o que deveria ser um acto nobre de cidadania. O que está em causa é o futuro das nossas terras e da nossa gente e não os interesses particulares das pessoas e dos partidos políticos.

Ao transformar as Autárquicas num jogo de vencedores e vencidos, estão a dar uma facada no processo democrático. Igualmente, em nada contribuí para o progresso de Condeixa a falta de programa e objectivos por parte de algumas das candidaturas. É ridiculo e vergonhoso, nos tempos que correm, apresentarem a sufrágio listas sem objectivos claros e definidos.

É dever de todos nós tornar credível e sério este processo eleitoral, pois só desta forma poderemos levar mais pessoas a lutar pelos seus direitos e pela melhoria da sua qualidade de vida.

Estimulando a uma maior maior participação da população, estamos a combater a abstenção e os votos em branco que pelas proporções registadas vão sendo um atestado de imcompetência silencioso…

 É lamentável transformar as Autárquicas numa guerra de méritos e troféus, de partidos e pessoas, camuflando, escodendo e esquecendo os reais e verdadeiros problemas das populações. De forma alguma se pode admitir o  aliciamento aos votos com práticas pouco claras e despesistas num tempo de crise e de desemprego.

A ilusão

Antigamente havia o hábito de fazer excursões, que era uma forma da nossa gente conhecer um pouco de Portugal. Até se organizavam passeios à praia. Todos, pobres e remediados, vasculhavam o fundo dos bolsos e algibeiras e lá conseguiam encontrar uns tostões para conhecerem a Feira da Golegã, Fátima, a Senhora da Ladeira, as Grutas, Santa Maria Adelaide, o Jardim Zoológico e mais uma série de outros lugares ligados à folia, mas maioritariamente à devoção e religiosidade do nosso povo.

A Câmara ainda não tinha autocarros e os pobres daquele tempo sem dinheiro, até no banco como alguns têm agora, passeavam, menos que agora está certo, mas passeavam. As festas e romarias enchiam-se de gente. Os espectáculos ocasionais que aconteciam na vila e mais esporadicamente nas aldeias enchiam, ficando o maior largo lá do sítio ou um qualquer barracão, à falta de melhor sítio, cheio de curiosos ávidos pela curiosidade e pela novidade mágica do momento.

Hoje, os “comediantes” não chegam às aldeias…e a Vila sorrateira, desperdiça os nossos impostos em espectáculos com casas vazias. Será que se o espectáculos fossem abrilhantados por uma actuação de “Porco no Especto ” a Cultura não seria servida a uma faixa maior da população? É uma sugestão válida…

Acusando o sucessivo apontar do dedo à Agenda Cultural, a Câmara Municipal encontrou uma solução mágica para ocupar espaço na página oficial:

Bandas em Concerto

Data: de 03 de Outubro de 2009 a 06 de Março de 2010.
Hora: 21:30h
Local: Cine-Teatro de Condeixa
Evento: Programa:
3 de Outubro: Banda Bingre Canelense
7 de Novembro: Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis
6 de Fevereiro: Banda Velha União Sanjoanense
6 de Março: Banda Nova de Fermentelos

Desta forma, até 6 de Março de 2010 efectivamente a página não irá estar vazia. Conseguido e ultrapassado este “efeito político” de calar os críticos, quanto ao serviço prestado à Cultura de Condeixa questiona-se os seus resultados e métodos.

Dizia alguém que assistiu ao espectáculo do passado sábado:

– É uma vergonha, deviam lá estar umas trinta pessoas…e uma parte delas eram acompanhantes da banda.

Levantou-se a questão se o espectáculo tinha sido anunciado…ao que responderam qualquer coisa do género:

– Foi, foi. Estavam papeis nos Bombeiros e nos cafés (da Vila) a anunciar.

Aqui é que está o problema. A Câmara identifica-se com Condeixa – Vila e esquece o Concelho que vai da serra à várzea e passa pelas novas urbanizações…

Por muito que custe dizer e ouvir, a verdade é só uma, a Câmara não conseguiu criar e desenvolver um programa Cultural para todos os Condeixenses.

Não é só dizer que Condeixa tem mais não sei quantos mil habitantes e quase outros tantos eleitores muito úteis nestas ocasiões. É preciso integrar as pessoas na comunidade e para isso é obrigatório criar uma Agenda Cultural a pensar também neles.

Noutros tempos bastante recuados havia uma sala de cinema que arrastava a população para as suas sessões; mais tarde o cine-teatro, entre outras coisas enchia a sala para as sessões de cinema. Nos dias de hoje, com tantos residentes, que até serve de motivo para se afirmar o desenvolvimento, por onde anda a motivação?

Tantas vezes foi apregoado que Condeixa não seria um dormitório. Se os novos moradores, na sua maioria não se deslocam à zona histórica dos palácios, nem a conhecem, então Condeixa é o quê?

A Cultura de Condeixa não pode viver à custa de “montar Barraca na Praça da República”.  Existe mais Condeixa para além da Praça.

É urgente acabar com a ilusão Cultural que se vive em Condeixa…Se não podem ou não têm capacidade para levar a cultura a passear pelo Concelho, porque não dar melhor utilização aos autocarros da Câmara e trazer o “Concelho a Condeixa”?

Condeixa cai

Um Estudo Sobre a Qualidade de Vida dos Concelhos Portugueses, publicado neste ano de 2009 pela UBI, mostra que Condeixa se encontrava  em 1o8º lugar em 2004, desce para 136º lugar em 2006, caindo assim 28 posições no ranking dos 238 concelhos do Continente, comparativamente a outro estudo publicado em 2007.

estudo

Lisboa, Albufeira e Oeiras são os concelhos que têm melhor qualidade de vida

O estudo baseia-se em dados publicados pelo INE e analisa diversos factores Materiais, Sociais e Económicos.

Condeixa caiu 36 posições e está agora na 136 posição

Condeixa caiu 28 posições em qualidade de vida

Ao contrário do que muitos querem pretendem afirmar, se calhar Condeixa não estará assim tão bem e os investimentos talvez não tenham sido os mais adequados para as necessidades do concelho ou então, os outros concelhos fizeram melhores investimentos e melhores escolhas eleitorais.

fonte:
http://www.dge.ubi.pt/

vandal

Condeixa-a-Nova: património natural vandalizado repetidamente

Vandalismo na região de Sicó, denominado como Vale das Buracas ou Buracas do Casmilo, em Condeixa-a-Nova, este local tem enorme importância em termos científicos, arqueológico e cénico, mas a abertura há poucos anos de um caminho, dito florestal, alterou para pior um local simplesmente belo, como são as Buracas do Casmilo.

fonte:
http://www.agenda.pt/

Vamos a despachar…antes que a  censura chegue… Ricardo Marujo da Ameixeira (RAM) continua a esmiuçar o Engº Jorge Bento (JB), actual Presidente da CM de Condeixa.

RAM– Recentemente deslocou-se a Condeixa um Secretário de Estado para lhe mostrar o papel que embrulha o rebuçado, isto é, o senhor tanto pediu a cereja em cima do bolo, e eles nem bolo nem cereja… um rebuçado, enfim…

Na reportagem dum jornal regional que deu cobertura à notícia, chamaram-lhe por engano Paulo Bento; isto significa que está tudo previsto para o seu futuro. Se ganhar as eleições vai ser o primeiro treinador do estádio sintético?

JB –  Desculpe, como disse?

RAM – É que dizem que não vai cumprir o mandato até ao fim, e digamos é muito novo para a reforma e muito velho para arranjar novo emprego…

JB – Prognósticos só no final das eleições. Quanto ao rebuçado, tem toda a razão, já estava com água na boca desde que anunciei a grande avenida de Condeixa, já lá vão uns anitos … Paciência … Mas relativamente ao jornal,  eu ao fim de tantos anos não deixo os pormenores ao acaso…

RAM– Então?

JB – É uma mensagem subliminar! Já viu? O verdadeiro Paulo Bento, é como eu… todos as épocas lá está, todos as épocas perde, mas nunca o substituem… São muitos anos…

RAM –Está certo.  O senhor é um fenómeno de popularidade que não se esgota com o tempo, pois tem muitas pessoas que o defendem com unhas e dentes dos seus detractores, a lembrar um pouco o fenómeno madeirense. Tal como Jardim, é um bom garfo, é um bom copo e dança que se farta. O senhor nunca sentiu a tentação também de cantar quando tem o microfone na mão?

JB – Oh Ricardo, se não fosse uma entrevista destas eu até me sentiria ofendido com semelhante comparação! Repare que não fez justiça ao meu potencial;   sou bem mais apessoado, não sou boçal, antes tenho trato fino e sinceramente bem tento fazer  pelos condeixenses mas é difícil. Só para dar um exemplo,  um  túnel ainda não consegui!

Agora, sou mais o fenómeno tipo Tony Carreira, é cantor, mas não precisa de cantar, basta aparecer no palco e é uma histeria, elas ficam loucas. Como vê, ainda não precisei desse recurso – cantar.

(continua  se não for censurado)